terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Bastidores do Jornal Nacional







Prezadas e Prezados,

Dêem sua opinião sobre esses processos de produção. E como vamos devemos fazer para reproduzirmos um pouco deste caminho durante nosso semestre.

15 comentários:

  1. Conhecer um pouco de como funciona esses processos de produção é muito importante. O caminho de saber e entender que um jornal dura muito mais do que o tempo que está no ar, e que a produção e edição são processos bem mais complexos que as pessoas imaginam.
    Tudo aquilo que gira em cerca, tem que ser bem feito, e acima de tudo respeitando critérios de noticiabilidade que são tão importantes.
    Acho legal poder colocar um pouco disse em prática na disciplina, será com certeza muito importante.
    Particularmente gostei muito da parte que fala do Jornal da Globo que precisa atualizar as noticias para não falar a mesma coisa que todo mundo já viu, já leu ou já ouviu o dia todo, trabalhando bastante com a parte da análise, esse é um caminho que eu acho que seja interessante a seguir em projetos de laboratório.

    ResponderExcluir
  2. O telespectador quando assiste o noticiário não imagina o trabalho árduo que está por detrás de um telejornal. Para que tudo dê certo, é necessário uma busca por notícias novas, não cair na repetição, sempre olhar de diferentes ângulos os fatos e isso se dá com os comentaristas, que estão preparados para fazê-los. Os bastidores de um telejornal, a produção e a edição, são a "cabeça" de um processo complicado e corrido, onde todos trabalham para que a notícia chegue ao público com aspecto de novidade e se a notícia não for tão nova, que ela pelo menos venha com outro ângulo de visão interessante.

    ResponderExcluir
  3. Os telejornais "JN e JG"têm papel importantíssimo para a sociedade. Através de sua simultaneidade e rapidez somos levados a vários lugares do planeta e ficamos informados de tudo o que se passa no mundo.Agrada-nos as imagens bem focadas das reportagens, o estúdio bem planejado com imagens em 3 dimensões, como é agora a do Jornal Nacional. a presença marcante dos repórteres, sua forma de se expressar, seu domínio pela língua, as chamadas durante as programações das notícias a serem dadas, entre outros.
    Na sociedade brasileira, a televisão emerge como a principal fonte de representação social e política.Nas aulas de Produção e Edição Audiovisual aprenderemos a importância dos deadlines, as pressões do tempo e a responsabilidade de decisões importantes aos estudantes de jornalismo.

    ResponderExcluir
  4. Tanto o "JN" quanto "JG" já fazem parte da rotina dos brasileiros. O público é curioso em saber como é o cotidiano de telejornais tão tradicionais. O importante para nós, é se envolver com o mundo jornalístico, fazer parte dele e saber lidar com os desafios que ele apresenta. É importante sabermos como funciona uma redação, os traablhos de apuração de notícias, reuniões de pauta e etc. Concerteza agrega conhecimento saber isso e muito mais. A TV é um dos princípais meios de comunicação do país e, a cada dia busca inovar no jeito de produzir e levar informações de qualidade para os brasileiros.

    ResponderExcluir
  5. Renata Flávia Batista12 de fevereiro de 2012 07:11

    Concordo com o Luigi!...rs Brincadeira professor, segue abaixo comentário...

    A rotina é praticamente a mesma nos telejornais, a criação do espelho em reuniões de pauta ou caixa, é fundamental para colher informações das outras filiadas, que tentam vender seu “peixe”, de acordo com os critérios de noticiabilidade apresentando a importância de que suas matérias sejam vinculadas ao meio.

    De todos aqui apresentados, a meu ver, uma das maiores dificuldades é encontrada pelo Jornal da Globo, que realiza um “remake” atualizando notícias que já foram vistas e revistas nos outros telejornais diários e em outros meios de comunicação.

    As matérias acabam sendo pinceladas e “apimentadas”, com participações de comentaristas, críticos e correspondentes, dando um ar de interatividade ao programa diferenciando-o do que foi visto anteriormente, não causando a sensação de repetitivo ao seu telespectador.

    Todos estes veículos se deparam com uma rotina, que obrigatoriamente exige disciplina, foco, feeling, comprometimento, criatividade e uma responsabilidade em se fazer novidade diariamente.

    ResponderExcluir
  6. Agilidade, competência em poder atuar nos telejornais, seja de pequeno, médio ou grande porte. Muito bom poder ver os bastidores da notícia. vejo como um grande aprendizado e com isso tirar um bom proveito para nosso curso. Cada um deve saber buscar fazer bem seu trabalho e ao mesmo tempo buscar concretizar a arte do trabalho em equipe. Para o sucesso de uma boa matéria tem todo esse preparo. Ter equipamentos adquados e suficientes são indispensáveis, além da boa relação entre os profissionais. Cada um fazendo sua parte, diminui o stress. clareza, objetividade e criatividade, elementos sempre necessários na hora de redigir. Cada posts nos enriqueceu com sua prática, que podemos e devemos nos espelhar e "criar" nosso próprio estilo de produzir e transmitir a notícia.

    Antônio Carlos

    ResponderExcluir
  7. Achei super interessante como são os bastidores dos jornais JN e o JG,nos os telespectadores não tem uma noção como se faz os jornais achão que é fácil pois não é.Com os profissionais cada tem uma função para redigir suas matérias com clareza e objetividade o jornal vai sair na hora programada.Com as nossas aulas de agora Produção e Edição Audiovisual,teremos mais conhecimentos para o nosso curso de jornalismo.

    Juliana Villela

    ResponderExcluir
  8. Na maioria das vezes os telespectadores que assistem a um telejornal nem imaginam como o programa foi produzido. Atrás das câmeras uma equipe enorme trabalha arduamente para conseguir colocar no ar um jornal, que normalmente dura menos que quarenta minutos. São repórteres, apresentadores, produtores, editores,redatores, câmeras e tantos outros envolvidos.
    Para nós que somos estudantes de jornalismo é importantíssimo tentar entender como funciona a rotina de trabalho de uma redação.Pois com certeza iremos nos deparar com diversas dessas situações no futuro.Reunião de pauta, fechamento do espelho, edição das materias, entre outras atividades. serão comuns no nosso dia a dia. Ter a oportunidade de colocar em pratica algumas dessas atividades na disciplina de Produção e Edição Audiovisual é fundamental para a nossa formação.

    Lailiane Freitas

    ResponderExcluir
  9. Interessante como o Jornal da Globo que é o último noticiário do dia, tem a sua preparação ás 16h com reunião comandada pelo editor-chefe. Nesta é feita a elaboração do espelho contendo as matérias e a ordem em que devem entrar.
    O critério editorial apurado é a premissa para elencar as matérias enviadas pelos outros editores-chefes de outros estados para exibirem no JG.
    Acredito que a elaboração de um espelho, os critérios de noticiabilidade, como a reunião de caixa e a escolha de notícias factuais e de grande penetração podem nos ajudar a pensar o andamento da disciplina Produção e Edição Audiovisual.
    Tatiane Kely Ribeiro

    ResponderExcluir
  10. O Jornal Nacional é um dos mais antigos telejornais da TV brasileira e foi o primeiro em rede nacional, sendo televisionado para a totalidade do território brasileiro. No transcorrer dos anos, o telejornal teve de mudar o jeito de falar e a maneira de abordar as notícias, já que, ele falava para milhões de pessoas, de diferentes regiões do Brasil. Foi preciso adequar a linguagem de maneira que o telejornal se aproximasse do seu telespectador. Um exemplo pequeno, mas que, corrobora bem essa idéia é o “boa noite” dado pelos âncoras. Isso diz respeito mais ao resultado do que o processo em si. No entanto, é necessário conhecer o programa para poder compreender os seus processos. O JN é um telejornal diário com curto tempo, assim como outros do gênero, que tem de levar à população brasileira notícias que as atinjam de alguma forma e em uma linguagem compatível às diferentes culturas. O Jornal Hoje é um noticiário, que apresenta ao telespectador uma variedade grande de informações, visto que, o horário reúne pessoas de diferentes públicos. As notícias sempre são exibidas ao telespectador de maneira leve, descontraída, afinal, é hora do almoço e, não se pretende causar uma indigestão no telespectador. Esse telejornal da tarde aborda temas do cotidiano do brasileiro, abrangendo a totalidade do território nacional, ao trazer informações de diferentes aspectos de cada região e, ao se exaltar a diversidade das belezas naturais e culturais do país. Os processos de produção é que auxilia nessa adequação de conteúdo, informação, linguagem e, também, em questões mais técnicas como a duração de cada reportagem, a seleção das reportagens, reuniões de pauta, etc. O Jornal da Globo também obedece essa série questões colocadas pelos outros telejornais. O que muda de um telejornal para o outro é o perfil. Ou seja, a mudança está na maneira como a qual esse telejornal vai atingir o telespectador e, também, o perfil desse telespectador, se houver um em específico. Então, na construção de um telejornal, seja qual for, e, no nosso trabalho acadêmico, é preciso entendermos que, o telejornal é realizado com a função noticiar o que é de interesse da população ou de um nicho específico, se quisermos atingir um grupo em específico. Pois, o objetivo claro de um noticiário de TV é a audiência, é a fidelidade com o telespectador.

    ResponderExcluir
  11. Diferentes estilos, em diferentes horários e para diferentes públicos. Os enfoques mudam, o processo de criação é o mesmo. As notícias chegam de todos os cantos do país (no desses três jornais específicos), e precisam ser apuradas e classificadas de acordo com a sua importância e relevância para o jornal do dia.

    Fazer um telejornal é um processo de construção que dura horas, e como vimos nos vídeos, dá bastante trabalho. As reuniões de pauta configuram a parte mais importante de todo o processo. Nesses três exemplos vimos telejornais com muito conteúdo, e presentes na grade de uma grande emissora. Contudo, em qualquer telejornal de qualquer emissora, seja com abrangência similar ou para menores audiências, o processo é o mesmo. Para produzir um telejornal, é importante que cada um saiba da sua parte e importância na construção do projeto final.

    E no nosso caso, podemos utilizar em nossos projetos algumas das técnicas exemplificadas nos vídeos. Considero indispensável a realização de reuniões de pauta entre todos os grupos e a edição. O projeto é menor, mas o trabalho de produção de um telejornal é sempre trabalhoso. Acredito que mesmo sem experiência e prática, se levarmos em conta as técnicas e entendermos o processo de produção desses três enormes jornais da Rede Globo, conseguiremos realizar um bom trabalho.

    ResponderExcluir
  12. Agilidade, competência em poder atuar nos telejornais, seja de pequeno, médio ou grande porte. Muito bom poder ver os bastidores da notícia. vejo como um grande aprendizado e com isso tirar um bom proveito para nosso curso. Cada um deve saber buscar fazer bem seu trabalho e ao mesmo tempo buscar concretizar a arte do trabalho em equipe. Para o sucesso de uma boa matéria tem todo esse preparo. Ter equipamentos adquados e suficientes são indispensáveis, além da boa relação entre os profissionais. Cada um fazendo sua parte, diminui o stress. clareza, objetividade e criatividade, elementos sempre necessários na hora de redigir. Cada posts nos enriqueceu com sua prática, que podemos e devemos nos espelhar e "criar" nosso próprio estilo de produzir e transmitir a notícia.

    Luciana

    ResponderExcluir
  13. O processo de produção de um jornal é muito importante para quem esta entrando na área. Um telejornal nunca é somente os 40 a 50 minutos que fica no ar. Que a equipe é muito grande para colocar ele no ar. Quando assistimos a um telejornal, não imaginamos como é difícil a tarefa de transmitir a informação, ele não imagina como é difícil e que o jornal começa antes mesmo das 05:00 da manhã. Os repórteres sofrem com a pressão do tempo e a importância das decisões , quais os critérios usados da noticiabilidade que cada telejornal utiliza. A tv sendo um meio de comunicação abrangente e muito grande, pois hoje em qualquer casa que se vá nos temos uma tv a nossa disposição leva informação de qualidade para todos.

    ResponderExcluir
  14. Claudio peço pr gentileza desconsiderar o meu primeior post, pois, ele não é meu....

    ResponderExcluir
  15. O processo de produção do jornal deve ser pensado de acordo com o público que se quer atingir. Os jornais da Rede Globo são bem divididos e possuem diferenças, dependendo do horário e do público que normalmente os acompanha. O primeiro jornal do dia veicula notícias normalmente internacionais (pois as notícias do dia anterior já foram veiculadas no Jornal da Globo, na madrugada e as principais notícias do dia no Brasil ainda não vão ter acontecido) e para aproveitar o fuso horário. Ele também fala sobre trânsito, para aqueles que estão saindo de casa para trabalhar. O Jornal Hoje é transmitido no horário do almoço, e por isso tem notícias e reportagens mais leves, além de tender mais para o entretenimento que os demais. O Jornal Nacional é mais clássico e tenta ser mais abrangente, com notícias de maior interesse da maioria. O Jornal da Globo analisa as notícias do dia, de forma mais 'profunda' que os demais, pois lida com um público mais críticos, o da madrugada.

    ResponderExcluir